Skip to main content

A BONNIE COM 100.000 MILHAS

Uma história de versatilidade, criatividade e liberdade.
A Bonnie com 100.000 milhas personalizada.

1 million mile Triumph Bonneville

 

 

Inspirado pelo seu gosto pela aventura e pelos grandes espaços abertos, John Ryan Herbert é um fotógrafo de automóveis e de estilos de vida baseado em Los Angeles. Explorar em duas rodas o Estado da Califórnia meridional é uma fonte permanente de inspiração para John e o número de quilómetros que percorreu é reflectido na beleza do seu trabalho. Com base nos fundamentos da cultura custom classic moderna em LA, John conta a história da sua muito querida Bonneville com 100.000 milhas e as muitas e respectivas facetas como café racer, scrambler e desert sled, apenas para nomear algumas.

 

 

1 million mile Triumph Bonneville)

 

 

"Há muito tempo que tenho afinidades com os ADN das concepções Britânicas" afirmou John. "Alguns automóveis e motos singularmente fora de série que foram lá produzidos e mesmo a cena musical, tiveram sempre em mim grande impacto. A Bonneville tem esse visual tão clássico - simples e elegante. É uma forma de estilo que nunca passará de moda."

"Quando originalmente comprei a minha Bonneville, não era a minha intenção personalizá-la em demasia porque achava que já era fantástica mesmo sem isso! Ia para a minha garagem, à noite, e admirava-a muitas vezes com ternura."

"Não só a moto tinha estilo mas também precisava que fosse ultra fiável dado que era o meu único meio de transporte. Utilizava-a para ir trabalhar em trajectos diários de mais de 100 quilómetros, fizesse chuva ou sol. Precisava de algo que fosse uma extensão de mim mesmo, algo que com que podia conviver diariamente e que não iria avariar ou dar-me problemas. A Bonneville tem isso tudo."

 

 

 

‘Owning a Triumph Bonneville really is just an extension of yourself, in a way’

1 million mile Triumph Bonneville

 

 

Perguntámos ao John sobre o que é que o inspirou a correr o risco e a personalizar a sua Bonneville e vemos aqui o que ele disse:

"Fui atraído pela cultura café racer quando percorria estradas sinuosas montanhosas. Muita gente apenas pensa no oceano e em Venice Beach quando imaginam a Califórnia meridional, mas a topografia da região é acidentada o que proporciona trajectos incríveis. As estradas serpenteiam por entre gargantas e sobre cristas montanhosas. Pode passar-se um dia inteiro nas montanhas de Santa Mónica ou na Angeles National Forest sem se encontrar um único troço de recta. É um local onde nos podemos embrenhar e ficarmos totalmente imersos na condução."

"Montei na moto um guiador ao estilo "clubman", que criou a ilusão de barras de guiador "clip-on". Isto obriga ao corpo do condutor a inclinar-se para a frente ao curvar na estrada. Acrescentei um assento o tipo café racer para completar o visual, dando-lhe a aparência das motos clássicas TT dos anos 60 que competiram na Ilha de Man.

 

 

 

"Após anos de utilização, comecei a conduzi-la em trajectos mais longos e mais frequentes. Explorando novos locais, o deserto tornou-se a minha fonte de inspiração. Gostei verdadeiramente de sentir-me pequeno e imerso na vastidão das paisagens sem fim."

1 million mile Triumph Bonneville

 

 

"Estar por lá fez-me olhar à volta. Estava sempre a ver estradas e trilhos que conduziam a abismos, imaginando os tesouros escondidos que poderiam existir por lá. Este fascínio levou-me a começar a pensar em converter a moto numa Bonneville de estilo scrambler. Trabalhei com o Kevin Stanley da Moto Chop Shop em LA que essencialmente converteu o meu sonho em realidade, dando-me as ferramentas para levar mais além a minha aventura. Mudámos o assento café racer para um assento plano corrido, colocámos algumas barras de protecção e montámos na moto pneus de tacos - esforço e orçamento mínimos para o fazer. Ver a moto nesse estilo reacendeu a minha paixão. Senti que tinha mesmo acabado de comprar uma moto nova! Mudar alguns dos componentes realmente abriu para mim um mundo novo ao qual não tinha tido acesso anteriormente."

 

 

1 million mile Triumph Bonneville)

 

 

"Depois da scrambler veio a moto para pista plana… Iniciei-me na competição através do meu amigo Jordan Graham que corre nas provas National Hare & Hounds. Eu estava empenhado em conduzir no deserto e ele entusiasmou-me em entrar para a categoria Hooligan, que é uma categoria de competição da NHAA para motos com cilindradas mínimas de 750 cc. Estar presente em algumas das corridas e experimentar o sentir da comunidade, empurrou-me realmente para dar o salto para o mundo da competição. O aspecto comunitário das provas fez-me recordar os tempos em que saía com os meus amigos para jogar snooker, só que um pouco mais exigente."

A primeira prova da Bonnie foi a Biltwell 100, o ponto de entrada perfeito para provas no deserto. Não alterámos muita coisa na moto; queríamos mantê-la tão autêntica quanto possível. Retirámos a caixa-de-ar e colocámos filtros cónicos para a admissão do ar ser tão livre quanto possível. Também montámos um par de escapes Predator Pro para maior débito de potência. Relativamente à ergonomia e ao comportamento, montámos um guiador Mule com montantes. Os amortecedores traseiros foram fabricados à medida para competições no deserto. Depois da Biltwell 100, fomos para o Nevada para a prova Pioche GP. Esta era muitíssimo mais técnica. Terminar essa prova foi uma das coisas mais desafiantes que fiz tanto numa moto como de qualquer outro modo. Uma posição no pódio era realmente a cereja no topo do bolo."

 

 

 
1 million mile Triumph Bonneville)

 

 

Após percorrer mais de 100.000 milhas na sua Bonnie, o John disse-nos quais foram as mais memoráveis e porquê:

"As primeiras milhas que percorri na auto-estrada no fim-de-semana em que comprei a moto terão sempre um lugar especial no meu coração. Ter uma máquina que podia rolar a uma velocidade confortável em estrada aberta era uma novidade e algo que muito apreciei".

"No entanto, a minha viagem mais memorável foi atravessar os Estados Unidos em 2020 para visitar a minha família. Foi uma honra poder fazer a experiência de tal viagem de forma tão íntima. De automóvel, tudo passa de forma difusa. Não se está ligado ao mundo à nossa volta e pode viajar-se centenas de quilómetros num estado de torpor. É muito mais imersivo numa moto, parar a cada 150 a 200 km para abastecer em terras perfeitamente aleatórias e acampar entre trajectos. É realmente algo especial."

 

 

 
)

 

 

"Ser proprietário de uma Triumph Bonneville é realmente uma extensão de si próprio, de certo modo. Pode aferir-se uma pessoa apenas vendo a moto que conduz. A minha está coberta de amassadelas e riscos no depósito resultado de percorrer tanta distância e se passares um dedo pelo depósito ou pelo assento, descobrirás que por baixo é mesmo preto. Mas é por isso que andamos de moto. Pela liberdade, pelo divertimento e pelas experiências."

"A Bonneville representa simplicidade e adaptabilidade, o que penso serem dois importantes componentes da vida. Uma verdadeira Bonneville também simboliza intemporalidade e fuga às modas e às manias fugazes que estão hoje aqui e desaparecem amanhã. 

A Bonneville terá sempre bom aspecto e será sempre relevante, independentemente da forma em que estiver."

 

 
Step

MANTENHA-SEINFORMADO

Escreva aqui o seu email e iremos mantê-lo actualizado sobre as novas e relevantes motos Triumph directamente para a sua caixa de email.

Terms and conditions

We take our data responsibilities very seriously. Triumph has always and will continue to respect the data we hold about you.